Coronavírus

Em NOTA OFICIAL dúbia Prefeitura esclarece caso dos professores

Leia abaixo a íntegra da Nota que não esclarece se a professora testou ou não positivo para Covid

Na semana passada, em reportagem divulgada na imprensa local, foi publicado que, em uma reunião entre professores da rede municipal de ensino, uma professora teria participado da reunião com sintomas do novo coronavírus. Ainda segundo a reportagem, ela foi testada e confirmada com a COVID-19.

Segundo a reportagem, os professores que participaram da reunião estariam insatisfeitos por não terem sido testados imediatamente. A Prefeitura de Jaboticabal, no entanto, esclarece que todos os protocolos foram seguidos rigorosamente como vem sendo aplicados a toda população jaboticabalense.

O protocolo pede que, em caso de sintomas, o munícipe procure o CAC – Centro de Atendimento ao Coronavírus ou o convênio particular do qual faz parte. Essa procura pelo centro deve acontecer em casos de sintomas como dor de cabeça, febre, coriza, dor de garganta, perda de olfato e/ou paladar, mialgia, falta de ar e cansaço.

A partir deste momento, o paciente passará por uma triagem, com medição da saturação e o preenchimento de um formulário. Então, será direcionado(a) para o médico do CAC para consulta.

Em casos mais graves, como falta de ar ou saturação abaixo dos 90%, o paciente fará oxigenioterapia e será encaminhado para o Hospital e Maternidade Santa Isabel para tomografia e internação, com contato direto entre os médicos do CAC e hospital.

Para a realização do teste, é preciso que o paciente esteja entre o terceiro e o sétimo dia de sintoma (no caso do swab, com preferência para o quinto dia), ou após o sétimo dia no caso do teste rápido. Os professores que participaram da reunião marcaram presença no CAC e exigiam ser testados imediatamente, fugindo de todos os protocolos da Secretaria Municipal de Saúde e sem apresentarem qualquer sintoma naquele momento.

Vale ressaltar que, em casos de sintomas, o paciente receberá o seu atestado de isolamento social. Se o resultado for positivo para COVID-19, não só o paciente será monitorado, mas também os integrantes que convivem com o mesmo.

Todos os profissionais receberam as devidas orientações. Ou seja: caso apresentassem qualquer sintoma que se afastasse imediatamente das atividades e procurasse o CAC. A testagem em massa e sem sintomas, como desejavam os professores naquele momento, poderia ocasionar em testes com falso negativo.

A Secretaria de Saúde ressalta que os protocolos devem seguir para TODOS e segue a disposição para qualquer outro esclarecimento.

Botão Voltar ao topo
Fechar